guns ain't roses

guns ain't roses

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Deus e eu (bem longe do sertão)

Minha relação com coisas do divino começou desde cedo.Venho de uma família completamente católica,mas até outro dia,minha mãe era a única que professava sua fé.Eu via Deus,como algo que me obrigava a ir à missa todo domingo e atrapalhava minhas maratonas de Cartoon Network.
Um dia,quando eu tinha dez ou onze anos,minha mãe caiu em depressão,aquela doença que pega a gente de surpresa e muda a rotina de todo mundo.Naquela época,eu tinha acabado de ter minha primeira comunhão e continuava com a visão de "DEUS-ME-OBRIGA-A-IR-A-MISSA-BIRRA".Nada dava resultado para minha mãe e foi um tempo bem difícil.No dia que descobrimos a doença,o motivo de todos aqueles acontecimentos,minha mãe foi parar internada e sedada.Os médicos disseram que ela ia precisar de muita ajuda da minha família (que em particular era um ninho da desordem).Adivinha quem foi que tirou a gente daquela situação? Pois é,ele mesmo.O Todo Poderoso.
Nos apoiamos naquela crença para tirar minha mãe daquela fossa em que ela estava.Começamos a frequentar com gosto a Igreja,inclusive meu pai,que nunca ia passou a ir.O casamento deles,cheio de rachaduras,melhorou.Eu entrei no grupo jovem da minha paróquia,a Perseverança.Fiquei um ano sendo uma menina de Deus e aí voltei a desandar.
Passei um ano afastada da igreja.Eu continuava indo a missa todo domingo,mas deixei o grupo jovem.Minha mãe tinha melhorado e insistia que eu voltasse,mas nada me tirava da cama no sábado de manhã para voltar à igreja.Resultado: voltei apenas um ano depois,numa coisa que eu chamo "o amor de Deus agindo na minha vida".
Na minha igreja temos um encontro chamado VEM,o Encontro de Adoslescentes com Cristo.Eu já tinha feito e trabalhado no VEM,só que no ano anterior nem tinha me dignado a aparecer lá.Eu tinha 13 anos e estava completamente louca com a minha vida.Um dia,fiquei sabendo que esse encontro ia acontecer e fui lá,de bicona.O encontro mudou minha vida.Conheci alguns dos meus melhores amigos lá e resolvi voltar.Não sei o que aconteceu,mas foi um passo decisivo para a minha vida.Entrei na Crisma no mesmo ano e no ano seguinte (ano passado) estava me tornando catequista da Perseverança.
Desde então,admito que já tive muitas "brigas" com Deus.Às vezes,ponho a culpa nele por um monte de coisas que acontecem de errado na minha vida,mas normalmente,ele me tira desses erros.Deus é meu pai,meu irmão e meu melhor amigo também.Tenho muitos amigos que não acreditam Nele e às vezes fico meio mal com isso,mas respeito,cada um tem sua fé e acredito que eles tem motivos para isso.A minha experiência com o divino,me fez crescer muito.
Uma coisa que não mudei,mesmo depois de ter entrado na Igreja,foi que Deus está no céu,nos outros e dentro de você.Deus não vai te mandar pro inferno,também.Não acredito nisso,nem no dízimo.Acredito que rezar é uma coisa que é pessoal,eu,por exemplo rezo conversando com Ele;Acho que sua relação com Deus é uma das coisas mais suas do mundo.
Acho que isso é Deus para mim: uma força,que te dá força.

Para o Blogueando.

6 comentários:

Laís Dourado disse...

Adorei o título do seu blog! =) Muito legal!
Boa sorte nesse blogueando, ficou legal sua história-depoimento!
:*

. tatty disse...

Amiga, quee acho sua relação com extremamente bem resolvida, de vez enquando eu penso bem sobre a minhas relação com ele tambem, ela é particulamente diferebte , confesso que não sou de ir na missa , não vou mentir , mas acredito fielmente nele, e que ela tem uma forte influencia na minha vida , e acredito que não preciso ir a missa pra falar com Deus .

aaah , vc sabe que eu adoro vc escrevendo amiiga ! xD
beeeijos :*

Laís Dourado disse...

Oi, já fiz o sorteio do Interativos, você vai indicar pra http://podandoteseu.blogspot.com e receber indicação de http://pernicie.blogspot.com

Passa lá pra conferir ;D

Luiza disse...

É, acho que Deus aparece na hora em que estamos mais perdidos, sem saber o que fazer, né? Bem bacana seu post! Muito bonito!
beijo!

Luna disse...

Hello!

Sou Luna, do blog Pernície que vai te sugerir o tema! :D

Basicamente eu gostaria de te sugerir um tema polêmico. Eu li todo seu blog. Observei que você parece ser uma pessoa tranquila com opiniões definidas a respeito de Deus, rock'n'roll e amor.

Mas eu gostaria muito de ter falando o que pensa sobre o feminismo, em geral. O que você pensa sobre esse movimento? O que pensa a respeito das feministas (eu disse feministas, não as femistas)? Você é uma? Você concorda que haja essa luta feminista hoje?

^^~

Cris Cavaletti disse...

Muito obrigada,meninas! Luna,já postei sua recomendação :D Espero que goste :F